Farda de Ezio já foi descoberta em Assassin's Creed: Valhalla

Adere ao Patreon do Tretas. Obrigado pelo apoio! Os vikings vieram da Escandinávia e, sem pedir autorização nem esperar por ninguém, invadiram e conquistaram terras alheias. Agora, cerca de um milénio depois, é a vez de os jogadores de Assassin's Creed: Valhalla se aventurarem em propriedade interdita. Os utilizadores de PC conseguiram aceder a produtos estéticos exclusivos, alguns dos quais ainda não estavam sequer disponíveis (via Eurogamer). Utilizaram o programa Cheat Engine para falsificar o número de créditos de loja (Helix Credits) e desbloquear as armaduras mais difíceis de obter no jogo, assim como algumas que ainda não tinham sido reveladas. Entre estes conteúdos ocultos, destaca-se a armadura de Ezio Auditore, personagem icónica de Assassin's Creed 2, Brotherhood e Revelations. O fato era um rumor desde o lançamento do jogo, mas ainda não tinha sido revelado. Esta ocorrência já se tinha registado em Assassin's Creed - Odyssey, mas a Ubisoft não tomou quaisquer medidas para a combater. Para já, não se sabe se a produtora da franquia vai tentar evitar a utilização do Cheat Engine no seu jogo.

Farda de Ezio já foi descoberta em Assassin's Creed: Valhalla