Black Panther 2: Marvel recusa recriar Chadwick Boseman

Futuro da franquia continua uma incerteza. Victoria Alonso, uma das responsáveis dos Marvel Studios, confirmou em entrevista ao Clarin que a Disney não vai usar um duplo digital para ocupar o lugar de Chadwick Boseman numa hipotética sequela de Black Panther. O ator faleceu em agosto, vítima de uma prolongada luta contra o cancro, lançando o futuro da franquia em incerteza. "Não. Só há um Chadwick, e ele não está mais connosco. O nosso Rei, infelizmente, faleceu na vida real, não foi na ficção, estamos a deixar passar tempo até perceber como regressar a esta história e decidir o que fazer para homenagear este capítulo depois do que aconteceu, tão inesperadamente, tão dolorosamente, terrível," disse Alonso. Victoria Alonso está na Marvel Studios desde a primeira fase do MCU, tendo dito, sobre Boseman, que "não era apenas uma maravilha de ser-humano em cada dia que estava ao nosso lado, ao logo dos cinco anos que estivemos juntos, mas também me parece que enquanto personagem, elevou-nos como companhia, inscrevendo o seu nome na história." A Marvel ainda não decidiu o que fazer com a franquia Black Panther, Alonso lembra que apesar de terem passado alguns meses, "não é muito tempo, temos de pensar cuidadosamente sobre o que vamos fazer e como, ponderar sobre como podemos homenagear a franquia." No passado, a Disney usou técnicas CGI para recriar Peter Cushing (Grand Moff Tarkin) e Carrie Fisher (Leia Organa) em Rogue One: Uma História de Star Wars, o mesmo acontecer com Boseman (T'Challa) seria certamente uma possibilidade em cima da mesa. Black Panther 2 foi anunciado por Kevin Feige no calendário provisório para o arranque da fase 4 do Universo Cinemático da Marvel, por esta altura é altamente provável que venha a ser cancelado, mas a verdade é que a Marvel ainda não anunciou nada nesse sentido.