007: Sem Tempo Para Morrer quase trocou o cinema pelo streaming

Valores chorudos. A este ponto, já nada surpreende, e tendo em conta o rumo a que a indústria de cinema está a levar, e muito por culpa do abalo que se faz sentir pela pandemia do novo coronavirus, a MGM, esteve, alegadamente, a ponderar estrear o mais recente filme de James Bond, 007: Sem Tempo Para Morrer, numa plataforma de streaming por um valor a rondar os $600 milhões de dólares. Segundo nos conta a Variety, plataformas como a Apple e Netflix estiveram na linha da frente para adquirir os direitos de transmissão do famoso espião, contudo a quantia estabelecida de $600 milhões, deitou a baixo qualquer tentativa de persuasão dos gigantes do streaming. Ao que tudo indica a produção de 007: Sem Tempo Para Morrer, terá rondado os $250 milhões, e o filme já conta com parcerias de marca, tais como, Land Rover, a Omega e a Heineken. E para além do facto de que algumas destas marcas publicitárias podem não achar muita piada ao filme saltar das salas de cinema para o streaming. Se outros rumores que circulam, virem a revelar-se verdade no futuro, então a MGM já perdeu uma quantia entre $50 a $60 milhões com os adiantamentos do filme, logo será sentado a produtora procurar por outras soluções mais viáveis. 007: Sem Tempo Para Morrer tem agora a data de estreia para 2 de Abril de 2021.

007: Sem Tempo Para Morrer quase trocou o cinema pelo streaming