Buscar
  • PM

The Witcher: Factos que não conheces sobre Geralt of Rivia

O teu apoio ajuda a manter o site online e a crescer ainda mais. Podes apoiar através do nosso Patreon, do Buy me a Coffee ou através de um Donativo. Obrigado pelo apoio!

 
 

Geralt tornou-se uma lenda no mundo do The Witcher, assim como na cultura pop do nosso dia a dia. Considerado como um salvador e uma ameaça à humanidade, construiu uma reputação de ser um caçador de monstros eficaz e brutal.


Mas há muitas coisas sobre este herói de cabelo prata que os fãs podem não saber. Porque o seu personagem é baseado numa série de livros, e existem algumas coisas que mudaram em relação aos livros,que só têm lugar nos jogos, ou existe uma história interessante que os leitores conhecem, mas que os jogadores não conhecem.


Com isto dito vamos ao que interessa. Eis 10 fatos que poderás não conhecer sobre o famoso Lobo Branco.

the witcher

1. Ele não é de Rivia


Tanto nos livros como nos jogos, Geralt refere-se frequentemente a si próprio ou é referido por outros como "Geralt of Rivia", mas acontece que não é um nativo de Rivia. No livro "The Witcher": Baptismo de Fogo ele explica que escolheu o local de nascimento de Rivia para o ajudar a ganhar confiança com potenciais clientes.


Ser um nativo da terra onde a Rainha habita dá aos clientes uma sensação de conforto que não viria do facto de saberem que ele é de facto de Kaedwen. Para vender esta falsidade, Geralt desenvolveu um sotaque da Rivia e mudou o seu nome para Geralt Roger Eric du Haute-Bellegarde.


2. A mãe é feiticeira


A sua mãe Visenna nunca está presente nos jogos e só é mencionada vagamente de passagem. Dos livros, aprendemos que ela é uma feiticeira poderosa e uma druid. Este facto é notável porque os humanos que desenvolvem poderes mágicos normalmente perdem a sua fertilidade e confirmou-se que ela era uma feiticeira quando deu à luz Geralt.


Por vezes, as feiticeiras e os druids podem encontrar uma lacuna usando a sua magia para contrariar a infertilidade, que é provavelmente o que ela fez. O seu pai era um caçador de monstros que a ajudou a matar um Koshchey.

visenna witcher

3. Geralt é singular entre os Witchers


O Trial of the Grasses ("Julgamento das Ervas") é um ritual que se destina a tirar as fraquezas de uma pessoa e substituí-las por pontos fortes através do consumo de substâncias alquímicas altamente tóxicas. Muitos morrem durante o processo e os poucos que sobrevivem desenvolvem maior força, velocidade e tendência para certas habilidades.


Geralt é um caso especial em que, saiu mais forte e mais rápido do que qualquer outro Witcher. Pode ser porque a sua mãe era uma feiticeira e o seu pai um poderoso caçador de monstros ou também por ter sido sujeito a outras experiências alquimicas, cujo essas resultaram em que o seu cabelo ficasse branco. Sim a cor do cabelo de Geralt não se deve à sua idade, mas sim à alteração dos mutagens durante o seu treino.


4. Já está a ficar velhinho


Geralt é bastante velho para alguém que anda por aí a caçar e a matar monstros poderosos. Embora a sua idade exacta nunca seja dada, ele mencionou de passagem que está no final dos seus 90 anos de idade. Sabe-se que os witchers têm uma esperança de vida alargada como resultado do Trial of Grasses, o que não torna tudo isto tão surpreendente.


5. Butcher of Blaviken


A vida de um Witcher é difícil e muitas vezes atrai a ira e a desconfiança daqueles que eles salvam, afinal como pode um homem ser capaz de matar o monstro que matou metade da cidade? Esta suspeita aprofunda-se frequentemente quando os Witchers recorrem a tácticas controversas para fazer o trabalho.


Geralt encontrou este problema quando matou um bando de assassinos em plena luz do dia. O bando pretendia cercar a torre de um mago, o que teria resultado em muitas pessoas perderem as suas vidas, pelo que Geralt matou-os antecipadamente para evitar que isto acontecesse. Mas para os habitantes da cidade parecia que ele enlouqueceu e massacrou um grupo de pessoas inocentes na praça de um mercado, conseguindo-lhe assim o título de Carniceiro de Blaviken.

the witcher

6. Os últimos da sua espécie


Devido aos incidentes acima mencionados, há quem desconfie dos Witchers e que formule conspirações ferozes sobre as suas acções.


Isto levou a que várias facções atacassem os refúgios dos Witchers e destruíssem as condições para realizar o ritual do Trail of the Grasses, impedindo assim a criação de novos Witchers. Como resultado, os Witchers são uma raça em extinção e Geralt é um dos últimos da sua espécie.


7. O Medalhão do Lobo é o seu segundo


O medalhão de lobo que os jogadores vêem no Geralt nos jogos é na verdade o segundo medalhão que ele possui. No livro The Witcher: Tower Of Swallow, ele deu o seu primeiro medalhão a uma meia-elfa chamada Shirru como parte de um estratagema, Shirru não mordeu a isca e acabou por roubar o medalhão. Mais tarde Shirru foi capturada e executada através do fogo, o que levou também o medalhão a derreter.


Durante um breve período de tempo, Geralt teve de se contentar com uma versão inferior do medalhão antes de poder obter o segundo de Ciri.


8. A cicatriz do olho não está nos livros


A cicatriz familiar do olho, que Geralt tem nos jogos, não foi retirada dos livros, mas foi-lhe realmente dada pelos criadores da CD Projekt Red. Os criadores declararam que parte da razão pela qual lhe deram a cicatriz do olho foi para o fazer destacar-se mais das outras personagens e para lhe dar uma aparência mais intimidante.


Só no terceiro jogo é que se revelou que ele ficou com a cicatriz depois de lutar contra um Cockatrice, um acontecimento que nunca tinha acontecido nos livros.

the witcher

9. Sir Ravix Of Fourhorn


Outro nome pelo qual Geralt é conhecido é o seu pseudónimo Sir Ravis of Fourhorn. Ele adoptou a identidade para participar na gala do 15º aniversário da Princesa Pavetta com o objectivo de proporcionar segurança. A Rainha Calanthe deu-lhe o nome, um falso brasão de uma mulher montada num urso sobre um fundo amarelo, e foi colocado nos registos reais como cavaleiro.


É um pseudónimo que ele usaria mais uma vez em The Witcher 3: Wild Hunt durante uma quest em que participa no torneio do cavaleiro. O jogador tem a opção de adoptar esta identidade para participar na competição.


10. O Código do Witcher não existe


Muitas vezes Geralt e outros Witchers referem-se ao Código dos Witchers citando-o como uma razão pela qual fazem ou não fazem algo. Acontece que o Código dos Witchers é uma invenção para dar aos Witchers uma fuga a tarefas que eles não querem fazer ou para justificar certas exigências que eles têm para um trabalho.


De facto, existem apenas algumas directrizes que os Witchers são encorajados a seguir e que na sua maioria se relacionam com a sua conduta em público e com a forma como interagem com os clientes. De um modo geral, um Witcher é livre de fazer o que quiser e tem muito poucas restrições sobre o que pode ou não pode fazer.

the witcher 3

Com isto dito, talvez conheças melhor agora o famoso Geralt of Rivia e o porque de certas reações por parte do mundo e dele ele próprio perante o mundo.


Gostavas de ver um regresso de Geralt nuns eventuais futuros jogos de Witcher? Diz-nos nos comentários. E se tens outros fatos que gostasses de partilhar connosco, sê livre de o fazer.


Mandem uma moeda ao Witcher.


 

Geek a tempo inteiro, PM é o fundador do projeto Tretas do Cromo. Podes segui-lo no Instagram em @senhor_pm e no twitter em @senhor_pm.