Buscar
  • PM

The Batman: Fim Explicado e o Que Esperar deste Novo Universo!

Atualizado: 12 de mar.

O final de Batman acaba num lugar interessante, concluindo uma parte da história do Cavaleiro das Trevas de Robert Pattinson e deixa a porta aberta para mais no futuro.

 

Atenção: Spoilers Pesados para o filme!!!


O fim de The Batman encerra a primeira história no novo universo de Batman de Matt Reeves e Robert Pattinson, mas a viagem do Cavaleiro das Trevas está longe de ter terminado. O filme há muito esperado introduz um novo Bruce Wayne/Batman no grande ecrã depois de ter sido originalmente concebido como um spin-off do Batman V Superman: Dawn of Justice e da Liga da Justiça para Ben Affleck. As coisas mudaram em 2017, e The Batman tornou-se a origem de um universo novo e separado, mas que está apenas a começar.


Este novo filme é, ao que parece, estabelecido nos dias de hoje, e acompanha Bruce Wayne no seu segundo ano de luta contra o crime na Cidade de Gotham. Com Alfred Pennyworth como seu confidente e aliado, o Batman tenta resolver o mistério por trás dos assassinatos do Riddler, bem como descobrir como é que tudo se relaciona com os seus pais, Thomas e Martha Wayne.


Claro que, sendo relativamente novo no trabalho e não tendo antes enfrentando vilões como o Riddler, Penguin e Falcone, este Batman encontra-se um pouco deslocado em relação à sua realidade. Este ainda está a aprender, e a experiência acumulada muda-o definitivamente.

Grande parte do final de The Batman é dedicado a estabelecer as bases para o futuro do herói, bem como o futuro da polícia e do submundo criminoso de Gotham. Há várias histórias interessantes a desenrolar-se no final do filme que podem complicar a próxima aventura de Bruce Wayne como o Cavaleiro das Trevas. Mas vamos explicar cada uma delas, detalhadamente.


Qual o verdadeiro plano do Riddler?

gif

Uma das maiores reviravoltas de The Batman é a razão por detrás dos assassinatos do Riddler. Aparentemente, o vilão estava a perseguir políticos e polícias corruptos, mas o motivo por eles serem corruptos só foi revelado muito mais tarde. The Batman empurra a narrativa de que o Riddler é semelhante ao Cavaleiro das Trevas, mas em vez de ambos serem vigilantes à procura de fazer o bem, os dois representam os dois lados de uma moeda - órfãos à procura de vingança contra Gotham, com cada um deles a executar a sua própria forma de justiça.


A explicação para o plano do Enigma está fundamentalmente ligada a Thomas Wayne e ao seu objectivo de reconstruir Gotham. Em criança, Edward Nashton (caso te perguntes o porquê de não chamar Edward Nigma, existe uma razão por detrás da mudança do nome, mas Edward Nashton é o seu nome original nas bandas desenhadas (se quiserem, faço um artigo a explicar as mudanças de nome). Em criança, Edward Nashton ficou órfão e cresceu pobre, acabando por se tornar um contabilista quando se tornou adulto.


Foi graças ao seu trabalho que ele descobriu o que aconteceu com o aclamado Renewal ("Renovação"), que era o projeto de reconstrução de infra-estruturas da cidade que foi implementado pela família Wayne. Após a morte de Thomas, o plano caiu por terra, mas em vez de ser completamente dissolvido, o dinheiro acabou por ser retido por Carmine Falcone. Este senhor do crime aproveitou a oportunidade e usou o seu conhecimento sobre o negócio da droga do seu rival para mandar prender Salvatore Maroni, tendo depois utilizado o dinheiro para instalar um regime fantoche na cidade de Gotham, apoiando todos os que se tornaram famosos pela maior apreensão de droga de Gotham.

Uma vez que a Renovação se destinava a beneficiar Edward e outros órfãos, ele vingou-se contra as pessoas que o injustiçaram de forma indirecta, tornando-se o Riddler no combate à injustiça. A sua última vítima teria sido Bruce Wayne, outro órfão que ele pensava ter recebido atenção injusta após a morte de Thomas e Martha.


As pessoas esqueceram rapidamente o plano de Renovação e concentraram-se inteiramente em Bruce Wayne, um rapaz que perdeu tragicamente os seus pais; entretanto, todos os outros órfãos da cidade continuaram a sofrer. Aos olhos de Riddler, Bruce foi o catalisador da queda da Renovação, enquanto Falcone e todos os outros representaram o efeito dominó. A peça final na vingança de Riddler foi a destruição das paredes de Gotham e a inundação da cidade, forçando assim a "verdadeira mudança" - lavando a corrupção e começando do zero; uma verdadeira renovação.


Qual a ligação dos Capangas de Riddler a Batman?

gif

A questão de o Batman ter um efeito sobre Gotham - quer seja bom ou mau - torna-se evidente no cenário do filme, particularmente depois de Jim Gordon o ter impedido de matar um dos capangas do Enigma em cima daquele ecrã gigante em Madison Square Garden. Ao desmascarar o capanga, ele olha para o Batman e diz: "Eu sou a vingança". A sua cara pode não parecer muito familiar (muito por ter levado uma surra descomunal), mas é o mesmo indivíduo que Bruce Wayne encontra no funeral mais cedo no filme, aquele que exprime o descontentamento com os oficiais de Gotham.


O fato de ele dizer que é "vingança" é uma condenação da cruzada do Batman em Gotham, juntamente com uma amostra de influência sobre os vilões da cidade. No início do filme, o Batman combateu uma gangue de homens com as caras pintadas, que podemos presumir terem sido inspirados pelo Joker, e nesta cena, estes bandidos agarraram-se ao Riddler, o mais recente supervilão da cidade.


A questão é que, como se torna claro ao longo do resto do filme, o Batman não tem impedido as pessoas de se tornarem criminosas, uma vez que ele não conseguiu alcançar nada que pudesse contrariar a razão pela qual eles se converteram ao crime, em primeiro lugar. E, num acto de terror contra o povo de Gotham, o criminoso lutou pela sua própria vingança, daí ele se ter aproveitado das palavras de Batman.


O Joker está no Arkham Asylum?

gif

Um novo universo de Batman significa um novo Joker - é inevitável. Por sorte, The Batman apresenta Joker, mas também se limita a conter os interesses dos espectadores até que chegue uma sequela. Nesta versão, Joker está em Arkham e já possui um gangue de palhaços, o que significa que já teve o seu primeiro reinado de terror fora do ecrã.


Na banda desenhada (assim como em outros meios), Joker é frequentemente mantido preso em Arkham na sequência dos seus ataques contra o Batman, o que pode ser o caso deste filme, embora não seja claro se Joker e Batman lutaram neste universo.


Independentemente disso, The Batman promete mais Joker para o futuro, eventualmente também em aliança com o Riddler. Quando os dois se conhecem, Joker oferece ao seu novo companheiro de prisão um enigma: "Quantos menos tiveres, mais os valorizas". Sendo a resposta, um amigo, a resposta sugere assim que poderemos estar perante uma aliança entre os dois vilões, como parte da galeria de vilões que Batman possui.


Em The Batman, o Joker é interpretado por Barry Keoghan, um ator que muitos reconhecerão da sua recente passagem pela Marvel, onde interpretou Druig no filme dos Eternals.


Apesar do seu rosto ser mantido nas sombras, e apenas vemos a silhueta, é possível ver ainda assim, algumas cicatrizes do Joker, que permitem vislumbrar o aspecto de Joker para este universo de Batman. Para além disso, o riso do Joker é menos arrojado ou arrepiante e não tem aquele impacto arrepiante; é antes um riso semelhante a uma hiena. Combinando estas várias peças de informação, o público pode ver deduzir qual será a personalidade de Joker quando ele aparecer por completo, talvez em The Batman 2 ou na série de Arkham Asylum que sairá no futuro na HBO Max.


Qual o futuro de Penguin?

gif

Uma das próximas séries spinoff de The Batman que sairá na HBO Max será centrada no Penguin. Embora o seu passado com Carmine Falcone e Salvatore Maroni não esteja detalhado no filme, não é necessariamente preciso para o enredo ou para este universo de Gotham em expansão. Assim, em vez de ser uma prequela, parece que a série Spinoff será ambientada no rescaldo das inundações que Gotham sofreu neste filme.


O fim do Batman insinua claramente, através das ações do Pinguim, bem como o discurso da nova presidente da câmara, que Oz se tornará o novo senhor do crime e preencherá o vácuo de poder deixado por Falcone. Afinal de contas, o crime deve existir em Gotham para que haja um Batman não é verdade?


A série de Pinguim inspirar-se-á, ao que parece, na história de banda desenhada Batman: No Man's Land (recomendo a ler), na qual Gotham sofre de um terremoto catastrófico que deixa a cidade em confusão. A fim de restaurar a ordem e a reconstruir, a maioria dos cidadãos é evacuada e a cidade é deixada vazia - tornando-se uma terra de ninguém, dando uso ao nome do livro.


Ora com isto, os vilões mais ferrenhos do Batman aproveitam a oportunidade para tomar posse de partes de Gotham e estabelecer novos territórios, conduzindo assim a uma guerra aberta entre o Cavaleiro das Trevas e a sua galeria de vilões. Parte dessa história pode ser adaptada na série de Pinguim com Colin Farrell, mostrando o que acontece no submundo criminoso de Gotham após a morte de Falcone e a queda dos muros.


A Catwoman vai para a cidade… de Nightwing?

gif

À semelhança de The Dark Knight Rises em que a Catwoman pede ao Batman para ir com ela e ele recusa (embora nesse filme parece que acaba por se reformar com ela), a nova Catwoman parte na sua própria direcção em The Batman acabando por pedir ao Batman que deixe Gotham para trás.


A sua partida não é a parte mais intrigante da cena, porque ela pode sempre voltar em The Batman 2 caso a história o exija. É antes o facto de ela ter nomeado Bludhaven como a cidade para onde ela vai. Na banda desenhada, Bludhaven é para onde Dick Grayson parte na sua caminhada a solo e se torna o Nightwing (Asa Noturna), deixando para trás a sua identidade como ajudante de Batman e como primeiro Robin.


É improvável que o Nightwing exista de todo em primeiro lugar porque ele precisaria de ser Robin, e Bruce Wayne só é Batman há dois anos. Considerando que o filme termina numa nota de esperança, com o Batman a aproximar-se do povo de Gotham, já para não falar de Bruce Wayne que finalmente aceita Alfred Pennyworth e a sua família, é possível que The Batman 2 possa apresentar um jovem Dick Grayson.


É certo que as sementes foram plantadas para que a história aconteça. A Catwoman ao mencionar Bludhaven foi apenas uma forma fácil de apresentar esse enredo e colocando a ideia na mente dos fãs, porque o fato da cidade de Bludhaven existir neste universo, não tem necessariamente de ter o Nightwing a tomar conta das suas ruas.

Contudo, a questão que permanece é, e se, neste universo Batman, o Nightwing já existe separadamente do Batman? O Batman incluiu vários pedaços de informação que mudaram a mitologia de Batman, como por exemplo a Catwoman ser filha de Falcone. Por isso não seria rebuscado que o Nightwing também tivesse a sua própria história de origem, não tendo obrigatoriamente que ter sido um Robin primeiro. Afinal de contas, se a história da Corte das Corujas for mesmo a base para The Batman 2, Nightwing deveria fazer parte da sequela, dada a sua ligação a esse grupo nas bandas desenhadas.


O que significa a última cena do filme?

the batman

O que impede o Batman de sair com a Catwoman é ele ver o Batsignal no céu. Pode não ter sido o factor decisivo, mas significou um reconhecimento da sua cruzada, que a Catwoman compreendeu plenamente. É por isso que se separam quando deixam o cemitério, e o Batman olha para ela através do espelho lateral da sua mota ou melhor dizendo, da sua Batcycle.


A Catwoman contribuiu para a sua mudança sem o saber. Ela foi parcialmente responsável pela sua exposição e ajudou-o a ver o erro dos seus caminhos. Neste ponto da história, Batman já não é "vingança"; ele é algo mais, algo melhor, e ela foi uma das muitas pessoas que o empurrou nessa direção. Mas no momento seguinte - na cena final de The Batman - Bruce dedica-se totalmente a ser um novo Batman para a cidade de Gotham.


Em vez de olhar para as ações de Riddler como um fracasso da sua parte, ele vê-as apenas como uma consequência que precisa de ser rectificada. A cena final em que ele vê a Catwoman desaparecer na neblina e depois olha para a frente, representam a aceitação do seu futuro, um futuro que ele sabe que será difícil, e praticamente impossível em mudar o rumo de Gotham, mas como ele diz, ele tem de tentar, porque ele é o herói que Gotham merece, mas não o herói que Gotham precisa.


Vê Também: The Batman - Crítica ao Filme! (Sem Spoilers)

Que esperas para o futuro deste novo universo? Diz-me nos comentários.


Se quiseres falar sobre qualquer coisa geek, podes falar comigo, através do twitter do @tretasdocromo, sobre isto ou qualquer coisa sobre a DC, Marvel, Star Wars, The Witcher e mais temas geeks.

 

Sobre o autor do artigo:

Geek a tempo inteiro, PM é o fundador do projeto Tretas do Cromo. Podes segui-lo no Instagram em @senhor_pm, no twitter em @senhor_pm ou no facebook em @senhorpm.

 

O teu apoio ajuda a manter o site online, podes ajudar com uma das seguintes opções: