Buscar

She-Hulk será uma comédia jurídica de meia hora

O teu apoio ajuda a manter o site online e a crescer ainda mais. Podes apoiar através do nosso Patreon, do Buy me a Coffee ou através de um Donativo. Obrigado pelo apoio!

A série She-Hulk da Marvel será uma comédia jurídica com duração aproximada de meia hora. O Universo Cinematográfico da Marvel tem vindo a expandir-se desde o seu lançamento em 2008, mas está prestes a mudar de forma bastante dramática. Em Janeiro será lançado o WandaVision, o primeiro de vários programas produzidos pelos Marvel Studios para a Disney+.


Em entrevista publicada na revista Emmy (via ComicBook), o presidente dos Marvel Studios, Kevin Feige, revelou também um pouco sobre a série de She-Hulk. De acordo com Feige, esta será uma comédia jurídica. Feige explicou que o estúdio ainda não fez nada parecido com isso, esperando-se que as restantes séries da Disney+ tenham uma duração de cerca de uma hora. A entrevista foi conduzida há meses, o que significa que alguma da informação está um pouco desactualizada, mas no entanto é pouco provável que o formato seja alterado.


A expansão do MCU para a Disney+ não significa apenas que o universo partilhado irá introduzir muitos novos super-heróis num futuro próximo; significa também que o MCU irá abraçar toda uma série de novos géneros. Isto levanta a questão de saber que géneros outros programas da Disney+ irão explorar; que formatos irão inspirar a série Ms. Marvel, por exemplo, ou Moon Knight? As possibilidades são quase ilimitadas.

Feige dá naturalmente um balanço positivo sobre a duração destes episódios, mas na verdade pode haver de facto uma razão contratual para a duração de meia hora. Os direitos para o Hulk e as suas personagens associadas - incluindo She-Hulk - são notoriamente complicados.


A Universal adquiriu estes direitos em 1990, e embora tenham regressado à Marvel, o estúdio concorrente parece ter mantido perpétuamente os direitos de distribuição. Isto também pode restringir as opções da Marvel no pequeno ecrã.