Buscar

Marcia Lucas Ficou Furiosa Com As Sequelas de Star Wars

A editora não mede palavras sobre o que pensa sobre a trilogia da sequela.

 
queens gambit netflix

As sequelas de Star Wars feitas pela Disney, têm certamente os seus fãs, mas Marcia Lucas não se conta entre eles. A editora vencedora do Óscar por detrás da trilogia original (e ex-mulher de George Lucas) deixa o seu pensamento sobre as sequelas de maneira muito clara, num prólogo para o livro Howard Kazanjian: A Vida de um Produtor.


No prólogo, Lucas tece palavras não muito amigas para a presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, e o director de The Force Awakens, J.J. Abrams, argumentando "eles não têm a menor ideia do que é Star Wars" e criticou a decisão de matar os ícones das franquias Han Solo e Luke Skywalker.

"Eles não percebem. E J.J. Abrams está a escrever estas histórias - quando vi o filme onde matam Han Solo, fiquei furiosa. Sem dúvida, positivamente, não havia nenhuma razão para isso. Pensei: "Não percebes a história dos Jedi". Não percebes a magia da Guerra das Estrelas. Vais livrar-te de Han Solo? E no final desse último, eles têm o Luke a desintegrar-se. Eles mataram Han Solo. Eles mataram Luke Skywalker. E já não têm a Princesa Leia. E estão a cuspir filmes todos os anos".

Lucas também parece ter pouco amor pela Rey de Daisy Ridley, apontando para as muitas perguntas não respondidas em torno da personagem e do seu antecedente pré-Episódio IX.

"E pensam que é importante apelar à audiência feminina, por isso agora a sua personagem principal é esta mulher, que supostamente tem poderes Jedi, mas não sabemos como obteve poderes Jedi, ou quem ela é. É uma porcaria. As linhas da história são terríveis. Terríveis. Simplesmente horríveis".
star wars

E talvez para esclarecer a situação, Lucas também dirige a sua ira à trilogia prequela do seu ex-marido, revelando o seu desapontamento no Episódio I, que literalmente a levou às lágrimas em 1999.

"Lembro-me de sair para o parque de estacionamento, sentar-me no meu carro e chorar. Eu chorei. Chorei porque não achei que fosse muito bom. E eu pensava que [George] tinha uma veia tão rica para mim, uma paleta rica para contar histórias... Havia coisas de que não gostava no casting, e coisas de que não gostava na história, e coisas de que não gostava".

Lucas é provavelmente mais conhecida pelo seu trabalho de edição dos três filmes originais da Guerra das Estrelas. Ganhou o Oscar de Melhor Edição de Filmes em 1977 para Star Wars, tendo sido anteriormente nomeada para Graffiti Americano de 1973. Lucas também ganhou um BAFTA pelo seu trabalho no Taxi Driver de 1976.


Abrams aparentemente reconheceu a controvérsia persistente em torno das sequelas da Guerra das Estrelas em 2020, admitindo ter "aprendido da maneira mais difícil" a entrar sempre em novos projectos com um plano claro.


No que toca ao futuro da franquia, temos de aguardar para ver. Mas pelo menos com Mandalorian, as coisas melhoraram.


Qual a tua opinião sobre as sequelas? Diz-me nos comentários.

 

Sobre o autor do artigo:

Conhecido desde infância apenas por Zé, Zé Afonso é um aficionado por super-heróis e anime desde que se lembra.

 

O teu apoio ajuda a manter o site online, podes ajudar com uma das seguintes opções: