Buscar
  • PM

Eternals: Fim explicado e futuro dos Eternos

O filme de estreia para os Eternals acaba em aberto, e deixa muitas questões. Eis a explicação para esses momentos e o que esperar para o futuro do MCU.

 
eternals

Spoiler para o filme a seguir!!!


O mais recente filme da Marvel Studios, Eternals, termina num enorme suspense que deixa o destino de muitas personagens em aberto, e eis o que significa para o futuro do Universo Cinematográfico da Marvel.


Realizado por Chloé Zhao, Eternals é o terceiro filme na Fase 4 do MCU e o mais ambicioso até à data. O filme centra-se em 10 personagens supernaturais criadas pelos Celestiais, os quais são conhecidos como Eternos, com Sersi (Gemma Chan) e Ikaris (Richard Madden) a assumirem os papéis principais na história. Depois de mostrar a chegada dos Eternos à Terra há mais de 7.000 anos, a história desenvolve-se de forma dramática até ao fim ainda mais dramático do filme.

A história principal de Eternals segue a equipa que se reagrupa nos dias de hoje, quando tomam conhecimento que os Deviants - predadores criados também pelos Celestiais - ainda estão na Terra. O regresso dos Deviants ocorre ao mesmo tempo que o grupo ganha conhecimento de um evento de nível apocalíptico conhecido como The Emergence ("A Emergência").


Os Eternals revelam que A Emergência faz parte do plano universal dos Celestiais. Um novo Celestial tem vindo a crescer dentro do planeta há vários milénios, esperando que a população da Terra se torne suficientemente numerosa para ser uma fonte de energia necessária para o seu nascimento por assim dizer.


The Emergence chega como uma surpresa para a maioria dos Eternals uma vez que Ajak (Salma Hayek) manteve em segredo a verdadeira missão dos Eternals na Terra de todo o grupo, todos exceto Ikaris. Enquanto Sersi, Ikaris, e Sprite (Lia McHugh) viajam pelo mundo reunindo os Eternals pela primeira vez em quase 2.000 anos, é então que as peças se começam a juntar e tomamos conhecimento que Ikaris matou na verdade Ajak, pois por sua vez, Ajak perdeu o foco na missão, pelo menos assim pensa Ikaris, e esta começou a afeiçoar-se à população da Terra. E para Ikaris, isso era um problema, e como tal, eliminou-a do caminho.

Tudo isto leva a um final massivo. A equipa dos Eternals fica dividida à medida que Sersi implora que a ajudem a parar A Emergência e a salvar a humanidade. Mesmo assim, Ikaris está preparado para deixar que a Terra seja destruída, pois isso significa que os Celestials criarão outros novos planetas, civilizações, e milhares de milhões de vidas.


Enquanto Kingo (Kumail Nanjiani) fica de fora destes eventos e Gilgamesh (Don Lee) já tinha morrido anteriormente, isto deixou Sersi, Thena (Angelina Jolie), Phastos (Brian Tyree Henry), Druig (Barry Keoghan), e Makkari (Lauren Ridloff) na tentativa de impedir A Emergência e evitar Ikaris e Sprite. Por fim, o final de Eternals mostra Sersi e a equipa a salvar a humanidade, mas as consequências deste evento resultam num final em aberto para o futuro da equipa e do próprio MCU.


eternals ikaris

Ikaris morre mesmo no fim do filme?


Um dos pontos que temos de abordar é a própria morte de Ikaris. Mas será que o personagem de Richard Madden morreu na mesmo?


Quando se apercebe que não consegue matar Sersi para impedi-la que esta pare a emergência de Tiamut (que é o Celestial que está dentro da Terra), Ikaris voa para o espaço e dirige-se diretamente para o sol.


O fim do filme não mostra explicitamente a sua morte, o que deixa o seu destino envolto em mistério para começar. Claro que não tínhamos de ver explicitamente o herói a ser queimado vivo, mas se há coisa que a Marvel já nos ensinou, é que eles podem aproveitar tudo, quando não é mostrado explicitamente. Se bem que, parece que os Eternals acreditam que Ikaris está morto, e citando o grande Kingo, é uma pena o que aconteceu a Ikaris.


Contudo, não é claro como é que eles saberiam se Ikaris está morto ou não. Os outros Eternals não pressentiram a morte de Ajak, pelo que não deveriam ser capazes de o fazer por Ikaris. A única salvaguarda a ter em conta, porém, é que Sersi é agora o Eterno Capataz, digamos assim, a cabecilha do grupo, pelo que poderá ter uma ligação mais forte com os outros Eternals e saber que Ikaris morreu realmente.


Ver Ikaris a voar para o sol é a forma da Marvel de referir a lenda de Icarus da mitologia grega, que Eternals explicou ser uma história inventada por Sprite. A referência a esta história faz sentido, mas Marvel e Zhao escolheram deliberadamente deixar o destino de Ikaris confuso e misterioso. Isto dá-lhes maior flexibilidade com a personagem no futuro do MCU. à medida que a franquia avança.


Ele pode estar morto e nunca mais ser visto de novo, ou pode ter sobrevivido de alguma forma. Talvez os Eternals sejam fortes o suficiente para sobreviver ao calor do sol, ou até mesmo Arishem, pode ter conseguido interferir e mudar o desfecho que Ikaris escolheu para si.


Por agora, talvez seja melhor acreditar que Ikaris está morto, ainda que a Marvel o pudesse trazer de volta no futuro, nem que não seja numa história para What if?, não é verdade?

Para onde foi a equipa, agora que se dividiram?


Ora, após a suposta morte de Ikaris, outra questão surge. Para onde foram os diferentes elementos do grupo, agora que a equipa está dividida?


Depois da decisão dos Eternals desafiarem o plano de Arishem e salvarem a humanidade, o grupo está agora dividido pela altura que o filme acaba. Os últimos minutos do filme mostram Makkari, Druig e Thena a deixarem a Terra para trás e voarem na nave espacial, intitulada de Domo, (que parece que Phastos reconstrui, sendo que ele é que trata desses assuntos), para encontrarem outros Eternals.


Estes estão determinados em procurar mais da sua espécie pelas galáxias fora e dizer-lhes a verdade sobre os Celestiais e o propósito dos Eternos quando chegam aos diferentes mundos. Como mostra a cena pós créditos de Eternals, demoram algumas semanas até encontrarem alguém novo.


Quanto ao resto dos Eternos, todos os outros continuam na Terra durante algum tempo ou estão mortos. Inicialmente, vemos a Sersi regressar a Londres, Kingo concorda em ajudar a criar Sprite, e Phastos e a sua família mudam-se para a herdade de Ajak, (É uma herdade certo? Ou devo chamar aquilo de quinta?).


No entanto, Sersi, Kingo e Phastos são depois raptados por Arishem quando o Celestial faz uma viagem surpresa até à Terra. Sprite acaba por ter sorte e não ser levada porque já não é Eterna, o que significa que ficará com o povo de Kingo e crescerá por conta própria. No que toca aos 3 restantes, Gilgamesh e Ajak continuam mortos após o fim de Eternos, e Ikaris também poderá estar.


Arishem o-Celestial in Eternals.

Mas afinal o que é que Arishem quer dos Eternals e para onde os levou?


No entanto, Sersi, Kingo e Phastos são depois raptados por Arishem quando o Celestial faz uma viagem surpresa até à Terra. Sprite acaba por ter sorte e não ser levada porque já não é Eterna, o que significa que ficará com o povo de Kingo e crescerá por conta própria. No que toca aos 3 restantes, Gilgamesh e Ajak continuam mortos após o fim de Eternos, e Ikaris também poderá estar.


Assim que Arishem aparece no final de Eternals, revela que vai levar Sersi, Phastos, e Kingo consigo. O seu destino é provavelmente a Forja Mundial ("World Forge"), a localização cósmica que Arishem criou para construir os Eternals e novos planetas. A Forja Mundial é também onde Arishem armazena todas as memórias dos Eternos das suas missões antigas.

Este decide levar Sersi, Phastos, e Kingo consigo para examinar as suas memórias. (Ele parece ter uma pancazinha por memórias). Arishem está irritado por terem desafiado as suas ordens e impedido a emergência de Tiamut, pelo que quer saber o porquê e se essa foi a decisão correcta. Explica-lhes que irá agora estudar as suas memórias do tempo que passaram na Terra para determinar se os Eternos tomaram a decisão certa ao deixarem viver a humanidade. Se Arishem não gostar do que vê, porém, regressará à Terra e julgará o planeta.



Ora, isto em si, poderá ser uma referencia a outra entidade Celestial da Marvel, conhecida como Living Tribunal (Tribunal Vivo), que é a entidade máxima de todos os universos. Uma anterior referencia ao Living Tribunal, já aconteceu no MCU, mais precisamente na série de Loki, onde podemos ver a cabeça de entidade no "The Void", no penúltimo episódio. E será interessante descobrir se Arishem é realmente o grande "manda-chuva" do universo, ou se tem de responder a alguém ainda mais superior. O que deve ser o caso.

living tribunal
Imagem do Living tribunal. (Figura Central)

Futuro de Dane Whitman? E, estreia de Blade?


Espera mas pensas que estes são os únicos eventos que ficam em aberto no filme? Enganas-te, ainda tenho mais para ti. Os teases para o futuro do MCU, continuaram com as cenas de pós-créditos do filme. A última cena confirma que Dane Whitman (Kit Harington) tem um futuro promissor no universo, isto se assim o decidirem.


Depois de ter apenas um pequeno papel durante todo o filme (o que se percebe, tendo em conta a quantidade de gente que nos é introduzida), a cena pós créditos de Eternals mostra Dane a adquirir a Espada "Ebony", depois de ver Sersi desaparecer misteriosamente.


Dane já tinha lançado as dicas sobre o passado complicado da sua família durante o filme e estava prestes a contar tudo a Sersi antes do seu abrupto desaparecimento. Agora, parece que Dane planeia usar o poder da Espada "Ebony" para tentar encontrar uma forma de salvar Sersi.


O que ele não esperava era ouvir a voz de Blade (Mahershala Ali) a perguntar-lhe se está pronto para pegar na poderosa espada para se tornar o lendário Black Knight (Cavaleiro Negro) e viver tudo o que esse título acarreta.


A própria espada transporta a mensagem "A morte é a recompensa," a qual se liga à história sangrenta da lâmina: ela pode cortar quase tudo, mas corrompe quem a empunha ao longo do tempo, destino que tem acontecido a muitas versões do Black Knight ao longo dos séculos, mas se esse será o futuro de Whitman só o tempo nos dirá.

dane whitman black knight

Onde veremos Dane Whitman de seguida, é completamente incerto nesta altura, mas, a cena pós créditos de Eternals com a surpreendente primeira "aparição" do Daywalker de Mahershala Ali pode significar que Dane poderá entrar no filme de de Blade, nem que seja para um cameo também, filme esse que deve estrear em 2022 ou 2023.


Se o filme a solo de Blade não for onde Jon Snow, desculpem, Dane Whitman regressa, então é possível que a próxima aparição de Black Night possa chegar num Eternals 2 ou numa série da Disney+.


A estreia de Harry Styles como Eros (Irmão de Thanos) nos pós-créditos

eros eternals harry styles

A outra cena de pós-créditos, trouxe outra grande surpresa e que apenas tem "Uma Direção", (viram o que fiz aqui? Desculpem). Harry Styles apresentou-se como Eros também conhecido por Starfox, o irmão de Thanos e príncipe de Titan. A sua estreia surge quando a cena de créditos intermédios mostra Thena, Druig, e Makkari a viajar pelo espaço na sua nave espacial, Domo.


Makkari fica confusa de porque não terem notícias dos outros Eternos há semanas. Thena e Makkari ouvem então um ruído estranho na nave e um portal se abre e Pip, o Troll (vocalizado por Patton Oswalt), aparece em queda. Pip introduz imediatamente o seu poderoso parceiro na luta contra o crime cósmico e usa os seus poderes de teletransporte para introduzir Eros na nave. Starfox explica que sabe onde estão os outros Eternos e quer ajudar Thena, Makkari, e Druig a encontrá-los.


Embora a estreia de Harry Styles no MCU como Starfox tenha sido vazada após a estreia de Eternals, continua a ser um grande personagem a juntar-se ao MCU nesta fase. A sua primeira aparição na Marvel Comics aconteceu em 1972, e Eros tem uma personalidade completamente diferente do seu irmão Thanos.


Starfox é um mulherengo carismático que passou grande parte dos seus dias de juventude a viajar pela galáxia em busca de diversão e paixão. Ajudou os Vingadores a combater Thanos e até se juntou a eles, onde o nome Starfox teve origem. Agora que Harry Styles está a interpretar Eros no MCU, poderá não ter a oportunidade de combater Thanos, mas deverá ter um papel importante a desempenhar no futuro da franquia.


Onde veremos os Eternals de novo?


Ora com tudo isto, a questão final que se levanta, é onde veremos os novos heróis no futuro. Numa Sequela? Num quinto filme dos Vingadores? Ou até mesmo numa série?


A Marvel usou o último momento do filme, mais precisamente o final dos créditos para confirmar que os Eternos regressarão, mas onde tal regresso acontecerá não está confirmado. Tendo em conta o vasto leque de propriedades da Marvel, o regresso poderá muito bem ser em qualquer lado e a qualquer altura.


A Marvel Studios ainda não anunciou uma sequela para Eternals, e há quem já tenha minimizado a sua necessidade. No entanto, o final de Eternals faz crer que é necessária uma sequela para continuar a história e recompensar todas estas pontas soltas.


Estas personagens poderão ficar fora do MCU até a um quinto filme dos Avengers, uma vez que o próximo filme poderá usar o regresso de Arishem à Terra caso Eternals 2 não aconteça e claramente seria um vilão de nível para os Vingadores. De outra forma, a Marvel poderia decidir fazer múltiplos spinoffs com os Eternos. Isto poderia incluir um centrado em torno de Eros e os Eternos na nave Domo e outro baseado em torno do grupo que Arishem raptou.


eternals

O que significa mesmo o fim?


O final de Eternals também liga os temas globais do filme sobre a humanidade. Embora os Eternos sejam seres artificialmente criados por Celestiais, muitos deles enfrentam as emoções humanas e sentimentos contraditórios sobre a sua trajetória e o propósito da humanidade no seu todo.


Druig quis usar os seus poderes para impedir que os humanos se atacassem uns aos outros, enquanto Phastos perdeu a esperança nos humanos durante algum tempo antes de encontrar novamente o bem neles. Entretanto, Sersi sempre viu o melhor, e Ikaris tentou distanciar-se da humanidade e da sua eventual destruição.


Os diferentes níveis de confiança que tinham na bondade dos humanos e o que os Eternos deveriam fazer com os seus poderes para ajudar ou interferir nas escolhas da humanidade, foi o que dividiu o grupo.


No final, até o Ikaris conseguiu mostrar que os seus sentimentos pelos outros Eternos, especificamente o que sentia por Sersi, eram genuínos e que não odiava tanto os humana como deixava transparecer. Os humanos estão longe de ser perfeitos, mas os Eternos aprenderam que também eles tinham falhas e podiam aprender com os seus fracassos, tal como a humanidade tinha o direito de o fazer. Só depois de ter chegado a tal conclusão é que toda a equipa se conseguiu reunir no final e dar à humanidade uma esperança de vida mais longa.


E é com esta ideia um pouco mais filósofa que acabo a explicação de todas as pontas soltas que o final do filme deixou. Achas que Eternals foi um bom filme? Mesmo sendo diferente de tudo o resto que a Marvel já apresentou até ao dia de hoje? Diz-me nos comentários, e diz também o que esperas para o futuro dos novos heróis da Marvel.



 

Sobre o autor do artigo:

Geek a tempo inteiro, PM é o fundador do projeto Tretas do Cromo. Podes segui-lo no Instagram em @senhor_pm, no twitter em @senhor_pm ou no facebook em @senhorpm.

 

O teu apoio ajuda a manter o site online, podes ajudar com uma das seguintes opções: