Buscar

Disney bloqueia o regresso de Johnny Depp a Piratas das Caraíbas

O teu apoio ajuda a manter o site online e a crescer ainda mais. Podes apoiar através do nosso Patreon, do Buy me a Coffee ou através de um Donativo. Obrigado pelo apoio!

Segundo rumores sugerem, a Disney recusou-se mesmo a alimentar a ideia de Johnny Depp aparecer num cameo no próximo Piratas das Caraíbas. O ator tornou-se uma super estrela de renome mundial graças ao seu papel como o exagerado Jack Sparrow nos Piratas das Caraíbas original, ganhando-lhe uma nomeação para o Oscar e levando-o a um papel de protagonista nas quatro sequelas. Depp passou a ser uma das estrelas mais bem sucedidas das décadas de 2000 e 2010, aparecendo em vários outros filmes da Disney, incluindo Alice no País das Maravilhas.


Infelizmente, o actor passou por várias batalhas pessoais nos últimos anos, e uma acção judicial pública contra um jornalista britânico que lhe chamou "wife-beater" terminou numa perda embaraçosa para Depp. Como resultado, o actor foi afastado do seu mais recente trabalho na franquia de Monstros Fantásticos, onde interpretava o feiticeiro sombrio, Grindelwald. Embora ainda lhe tivessem sido pagos 16 milhões de dólares pela sua semana de trabalho no filme. A sua remoção dos filmes segue-se a relatos de que ele não voltaria para a franquia, Piratas das Caraíbas, para uma sexta prestação. Em vez disso, a Disney está a proceder a um reboot estrelado por Margot Robbie.


Agora, uma notícia divulgada pela THR revela que a Disney bloqueou o regresso de Depp. Citando o desejo do produtor Jerry Bruckheimer de incluir Depp no próximo filme de Piratas das Caraíbas, mesmo que apenas num papel de cameo para entregar as rédeas da franquia a Robbie, a reportagem diz "Disney chumbou", recusando-se a acolher a ideia devido ao risco de reputação que representaria para o gigante dos media conhecido como sendo um "amigo da família". A revelação indica que o tempo de Depp como Jack Sparrow está verdadeiramente acabado, confirmando que o filme de Robbie é uma tentativa de levar a franquia numa nova direcção.


A notícia é uma reprimenda espantosa de uma empresa que, em 2015, nomeou Depp como uma das suas lendas pelos seus papéis em vários filmes da Disney. No entanto, não é de surpreender. O processo de Depp com o The Sun trouxe à luz uma série de detalhes obscuros sobre a sua relação com Heard, incluindo a confirmação de que o actor a tinha "abusado física e verbalmente". A Disney não é o tipo de empresa que seria capaz de contratar alguém com essa história, e por isso mesmo uma aparição não seria aceitável.


Não é claro o que vem a seguir para Johnny Depp depois de tudo isto. A Disney está a avançar com a franquia de Piratas das Caraíbas sem ele. Se Depp conseguir alguma vez reparar a sua reputação,talvez mereça outra hipótese, mas é pouco provável que ele volte a ser o actor principal numa grande franquia.