Buscar

CD Projekt Red: falta de correção de falhas em Cyberpunk 2077 pode implicar multa

Atualizado: Jan 12

O teu apoio ajuda a manter o site online e a crescer ainda mais. Podes apoiar através do nosso Patreon, do Buy me a Coffee ou através de um Donativo. Obrigado pelo apoio!

A CD Projekt Red viu a sua vida a complicar-se depois do lançamento de Cyberpunk 2077, um dos jogos mais aguardados dos últimos tempos.

O estúdio teve de lidar com ações judiciais, abrir a opção de reembolso aos seus clientes e ainda voltar ao trabalho para corrigir os vários bugs e problemas do jogo, nomeadamente nas versões para consolas.


Entre tudo isto, ainda se espera a preparação da atualização para a nova geração, de modo a que o jogo consiga tirar partido das capacidades da Xbox Series X e da PlayStation 5.


Apesar do volume de vendas alcançado e do facto das análises da versão PC terem sido positivas, o jogo foi removido de plataformas digitais como a PlayStation Store por estar longe dos mínimos exigíveis pelos jogadores.


Entre toda esta “maré de azar” surge um novo problema para a companhia polaca, que pode vir a ser multada pelo UOKIK - entidade que regula o mercado e protege os consumidores na Polónia - que garante que nenhuma empresa se envolve em práticas abusivas ( informação contida no site Benchmark).


A agitação à volta do lançamento de Cyberpunk 2077 não foi ignorada pelo UOKIK, que confirmou estar atenta à atividade da CDPR, aguardando pacientemente pelas prometidas correções que coloquem o jogo ao nível prometido pelo estúdio.

"Pedimos à empresa que explicasse os problemas com o jogo e as ações realizadas para resolvê-los. Vamos acompanhar o processo para a correção das dificuldades que impedem que Cyberpunk 2077 possa estar disponível em diferentes consolas, mas também o modo como pretendem agir para compensar as pessoas que se revelaram insatisfeitas com a compra, devido à impossibilidade de usar o produto nos seus equipamentos. – afirmou Małgorzata Cieloch, porta-voz do UOKiK

Por enquanto o UOKiK está focado em garantir que a CD Projekt Red cumpre as promessas feitas em relação ao futuro de Cyberpunk 2077.


O estúdio afirmou que irá disponibilizar novas atualizações ao longo de um período de dois meses, de modo a melhorar as interações para consola. Se tal não acontecer, o regulador pode multar a CD Projekt Red, em valores que podem chegar aos 10% da receita anual.


Cyberpunk 2077 foi lançado em Dezembro, colocando um ponto final a um longo período de espera, no qual se registaram múltiplos adiamentos, uma pandemia e inúmeros problemas com o seu lançamento.


O que pensas das sucessivas polémicas associadas ao referido jogo?

Deixa a tua opinião nos comentários!