Buscar

Capcom bate recordes graças a Monster Hunter e Resident Evil

O teu apoio ajuda a manter o site online e a crescer ainda mais. Podes apoiar através do nosso Patreon, do Buy me a Coffee ou através de um Donativo. Obrigado pelo apoio!

Resident Evil

O mais recente relatório de contas da Capcom revela que a companhia teve lucros recorde no mais recente trimestre fiscal, muito graças às vendas de Resident Evil 3 e do sucesso de Monster Hunter: World.


A companhia publicou um comunicado onde revela que o valor das vendas subiram 22.6% e o lucro aumentou 32.2%, comparativamente ao ano passado. As vendas ascenderam a 64 milhões de ienes, com cada ação da companhia a valer algo 164 iénes, algo como 1.3 euros, um aumento considerável quando comparado ao valor de 2019, fixado nos 122 ienes.


Durante o terceiro trimestre, a Capcom desfrutou de bons números de vendas com Resident Evil 3, lançado em abril de 2020, no inicio do ano fiscal. Até agora já vendeu 3.6 milhões de unidades. Por sua vez, Monster Hunter World: Iceborne continuou a ter bons números em 2020, chegando aos 7.2 milhões de jogos vendidos.


Já o lançamento de uma máquina de arcada de Pachinko inspirada em Mosnter Hunter: World parece também ter ajudado imenso nas vendas..

Por tudo isto a Capcom anunciou que "alcançou o mais alto lucro em todos os níveis no final de um terceiro trimestre em toda a história da companhia."


Tal como detalhado na apresentação financeira, o impacto do COVID-19 foi considerado "insignificante." A empresa também revelou que recente ataque informático teve um efeito limitado nas suas operações, embora ainda esteja a decorrer uma investigação para averiguar a totalidade dos danos causados.


O sucesso recente da companhia levou-a a rever a previsão de lucros, acreditando que no final do ano as ações da empresa irão valer 196.72 ienes.


A Capcom tem razões para estar confiante, com o lançamento de Resident Evil Village, marcado para 7 de maio de 2021 e de Monster Hunter Rise, exclusivamente na Switch, em março.